Notícia

HISTERECTOMIA: QUANDO É NECESSÁRIA?

Miomas,  prolapsos uterino, sangramento uterino anormal, câncer, adenomiose podem ser tratados por histerectomia, ou seja, a retirada do útero. 

A cirurgia torna-se necessária quando outros tipos de tratamentos,  cirúrgicos ou não, são ineficazes para a resolução do problema. O tratamento deve levar em consideração diversos fatores: idade, desejo reprodutivo, via sexual, potencial de malignidade, pois o útero não tem como única função a gestação, ele influencia inclusive no posicionamento dos demais órgãos pélvicos. 

O cirurgião ginecológico é o especialista indicado para que você discuta o seu caso, e em conjunto, decida o melhor tratamento.