Notícia

Endometriose: identificar para evitar complicações

A cavidade uterina é revestida internamente por uma camada de tecido chamada de endométrio. A presença de tecido endometrial fora da cavidade uterina é o que chamamos de Endometriose.  Esse tecido sofre influência hormonal e varia ao longo do ciclo menstrual, sofrendo um crescimento e posterior descamação durante a menstruação; O endométrio tópico ao descamar exterioriza-se  na forma de menstruação, mas os focos que estão implantados em outros locais, normalmente sangram no mesmo período e não têm orifício de saída, dessa forma devem ser reabsorvidos pelo organismo. Esse processo de reabsorção gera inflamação e por consequência causa dor intensa. Essas dores que inicialmente apresentam-se como cólicas menstruais, podem se estender ao longo do mês, gerando desconforto nas relações sexuais (dispareunia), e se não tratadas podem cronificar.  Além de dor, a endometriose pode prejudicar a fertilidade, e lesar outros órgãos  (bexiga, intestino e reto).  Existe tratamento para endometriose, que  vai desde medicamentos até cirurgia, a depender  do grau da doença ao ser diagnosticada. Dessa maneira, se você sofre algum desses sintomas, deve procurar um especialista. Cuide-se.