Notícia

CIRURGIAS QUE TRATAM OS MIOMAS E PRESERVAM O ÚTERO

A cirurgia para retirada dos miomas é denominada Miomectomia, e ela geralmente é indicada para pacientes que possuem miomas sintomáticos ( dor, sangramento abundante, infertilidade e etc.)
Aqui abordaremos duas formas de realizar essa cirurgia, sendo ela por via laparotômica (incisão abdominal) ou por via laparoscópica (por vídeo). Quais as diferenças entre elas? A cirurgia por laparotomia é a tradicional cirurgia “aberta”, uma incisão tipo a da cesariana, onde é feito um corte na pele, na região recoberta pelo biquíni, que leva até o útero, possibilitando a retirada do(s) mioma(s). Já na cirurgia laparoscópica, são feitos geralmente três pequenos “furinhos” na barriga (sendo um no umbigo) e, através de pinças e materiais adequados, os miomas são extraídos, sem a necessidade de uma incisão maior. Esse procedimento é classificado como minimamente invasivo. 
As duas são eficientes no tratamento dos miomas, as diferenças primordiais estão na técnica em si. A recuperação da laparotomia costuma requerer alguns dias a mais em comparação com a videolaparoscopia. A anestesia da videolaparoscopia, frequentemente, é geral, enquanto na laparotomia pode ser utilizada a raquianestesia.
Para saber qual tipo de cirurgia se aplica ao seu caso, é necessário consultar o cirurgião ginecológico e tirar as suas dúvidas!